Rádio Restitui Gospel Músicas Noticias 24 Horas
WHATAPP (22) 999862991

Rádio Restitui Gospel a mais ouvida do Brasil

Estudo Bíblico

Cantores Gospel

Top 1 Chat da Rádio Restitui Gospel










Rádios Parceiras

Popular Posts

Style 4

Latest Updates

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Caso de zika aponta possibilidade de transmissão por beijo ou sexo oral


03/06/2016 15h27 - Atualizado em 03/06/2016 15h27

Caso de zika aponta possibilidade de transmissão por beijo ou sexo oral

Mulher francesa se relacionou com parceiro que esteve no Brasil.
"The New England Journal of Medicine" publicou caso nesta quinta.

Do G1, em São Paulo
Estudo analisou surto de zika e casos de microcefalia na Polinésia Francesa (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)Aedes Aegypt é o mosquito transmissor do vírus da zika (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)
Pesquisadores levantaram a hipótese de que o vírus da zika seja transmitido por beijo ou por sexo oral, como foi publicado pelo “The New England Journal of Medicine” nesta quinta-feira (2). Um caso de transmissão na França possivelmente por fluídos ou sêmen - não há confirmação de como o vírus foi passado - foi relatado no artigo.
Uma jovem de 24 anos de idade, que vive em Paris, apresentou os sintomas do vírus. Ela não havia recebido transfusão de sangue ou viajado para qualquer região onde há epidemia da zika. Ela disse, no entanto, que teve sete relações sexuais com um homem de 46 anos. O caso envolveu penetração, sem ejaculação e uso de preservativo, e sexo oral com ejaculação. 
O homem também apresentou os sintomas do vírus da zika. Ele estava no Rio de Janeiro e chegou à Paris no dia 10 de fevereiro deste ano. Ele e a jovem se encontraram entre os dias 11 e 20 do mesmo mês.
Logo depois que o caso terminou, no dia 20, a jovem adoeceu. Três dias após o início dos sintomas, em 23 de fevereiro, foram feitos exames de urina e saliva. Ambos deram positivo para a zika. Já um exame coletado na vagina deu negativo, em 1º de março.
Os exames de urina e sêmen realizados com o homem deram positivo, mas as amostras de sangue e saliva deram negativas.
Os dados suportam a hipótese de transmissão sexual - oral ou por penetração - do vírus da zika. De acordo com a publicação, não é possível descartar a possibilidade de que o vetor tenha sido o sêmen, tampouco os fluídos como secreções pré-ejaculação ou saliva trocada por beijo.

Outro estudo publicado na revista científica “Emerging Infectious Diseases” em maio de 2011 relata o caso de um cientista americano que, ao voltar do Senegal para os EUA em 2008, quando o país africano era acometido por surto do zika vírus, desenvolveu os sintomas da infecção já em casa, no estado do Colorado. O fato de sua mulher, que não saíra dos EUA, também ter sido infectada pelo zika foi interpretado pelos pesquisadores como um indício de uma possível transmissão sexual, pelo sêmen, do vírus.
Em 27 de fevereiro deste ano, a França anunciou outra suspeita de transmissão sexual. Uma moradora de Paris disse ter se relacionado com um parceiro que passou pelo Brasil. O caso foi confirmado pela ministra da Saúde, Marisol Touraine.
   
O vírus da zika já foi detectado em 60 países, sendo que 46 deles tiveram registro após 2015 e, os outros 14, entre 2007 e 2014. Casos de infecção foram confirmados em 10 países que não possuem o mosquito Aedes Aegypt, transmissor do vírus. O balanço é feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/06/caso-de-zika-aponta-possibilidade-de-transmissao-por-beijo-ou-sexo-oral.html

Desabafo: Ana Hickman conta os detahlhes sobre o atentado em BH

 

Desabafo: Ana Hickman conta os detahlhes sobre o atentado em BH

sábado, 26 de março de 2016

Esquema de propina da Odebrecht funcionava desde governo Sarney

Esquema de propina da Odebrecht funcionava desde governo Sarney

  • Paulo Whitaker/Reuters
    Prédio onde fica a sede da construtora Odebrecht, em São Paulo
    Prédio onde fica a sede da construtora Odebrecht, em São Paulo
A 26ª fase da operação Lava Jato expôs, na última terça-feira (22), a existência de um "departamento de propina" na empreiteira Odebrecht, que teria sido utilizado para movimentar altas somas de dinheiro em pagamentos ilícitos para agentes públicos e políticos principalmente em 2014. O esquema, no entanto, pode ser muito mais antigo. Documentos mostram que, durante o mandato presidencial de José Sarney (1985-1990), procedimentos bem semelhantes aos apontados pelos investigadores da Lava Jato envolviam 516 agentes públicos, empresários, empresas, instituições e políticos. Entre eles, há ex-ministros, senadores, deputados, governadores, integrantes de partidos como PSDB, PMDB e PFL (atual DEM).
O UOL teve acesso a quase 400 documentos internos da empreiteira, a maioria datada de 1988, detalhando remessas e propinas a diversos políticos. A documentação estava de posse de uma ex-funcionária da Odebrecht. Como no esquema divulgado pela Lava Jato na terça-feira (22), eram utilizados codinomes para os receptores dos pagamentos e as propinas eram calculadas a partir de percentuais dos valores de obras da empreiteira nas quais os agentes públicos estavam envolvidos.
A Odebrecht afirmou "que não se manifestará sobre o tema". Todos os políticos ouvidos negaram qualquer envolvimento em esquema de propinas com a construtora.

Reprodução/UOL
Chamada "Relação de Parceiros", a lista cita nomes de políticos com respectivos codinomes
Na documentação chamada "Livro de Códigos", havia uma lista, batizada de "Relação de Parceiros", que detalha os codinomes de políticos, agentes públicos e empresários relacionados às obras da Odebrecht nas quais teriam atuado.
Um dos nomes que aparecem é de Antonio Imbassahy, atual deputado federal pelo PSDB – que tinha o codinome "Almofadinha", e estaria relacionado à obra da barragem de Pedra do Cavalo, na Bahia. Imbassahy presidiu a Desenvale (Companhia do Vale do Paraguaçu) nos anos 1980, quando era filiado ao PFL. A Desenvale foi o órgão público responsável pela obra de Pedra do Cavalo.

Reprodução
Anotações revelam pagamentos de propinas pela Odebrecht desde os anos 80, afirma ex-funcionária
Também do PSDB, Arthur Virgílio, atual prefeito de Manaus, recebe o codinome "Arvir". Do PMDB, são citados Jader Barbalho ("Whisky"), atualmente senador, ligado à obra da BR-163, no Pará, e o ex-ministro de Minas e Energia, senador Edison Lobão ("Sonlo"). Os filhos do ex-presidente José Sarney, Fernando e José Filho, aparecem com os codinomes "Filhão" e "Filhote"; Roseana Sarney, como seu nome de casada, "Roseana Murad", aparece como "Princesa".
Na lista, está também o ex-presidente e atualmente senador recém-desfiliado do PTB, Fernando Collor de Mello ("Mel"), relacionado a um emissário submarino construido na década de 1980, quando ele era governador de Alagoas. Há também o nome de Aroldo Cedraz, atual presidente do TCU (Tribunal de Contas da União), de codinome "Toldo" e ligado à obra adutora do Sesal – ele ocupava na época os cargos de presidente da Cerb (Companhia de Engenharia Rural da Bahia) e de secretário de Recursos Hídricos e Irrigação da Bahia.
O já falecido ex-deputado federal e governador do Mato Grosso, Dante Oliveira (1952-2006), que ficou famoso como o autor do projeto que pedia eleições diretas para presidente nos anos 1980, tinha o apelido "Ceguinho" e estaria relacionado a obras de canais em Cuiabá, cidade onde foi prefeito por três mandatos.

"Esquema sempre existiu, sempre foi esse"

"O esquema naquela época era mais ou menos como esse divulgado essa semana, só não tão organizado assim. Esse esquema de propina, de fraudar licitações, sempre existiu na empresa. Aliás em todas as grandes, o esquema sempre foi esse", explica Conceição Andrade, ex-funcionária da empresa e que trabalhou no departamento responsável pelos pagamentos – a antecessora de Maria Lúcia Tavares, que delatou o esquema atual na Lava Jato.

"Eram porcentagens de valores das obras. Era feito o fechamento, e determinava um percentual. A partir daí ocorria o superfaturamento e o pagamento. Tudo isso era feito através de transações bancárias e dinheiro. É bem semelhante ao que foi divulgado na Lava Jato, mas hoje tem um departamento específico para isso. Naquela época era feito em nível de gerência, mas acredito que tenha funcionado em diretoria e presidência também", completa Conceição.

Reprodução/UOL
Lista com 516 nomes cita políticos, a exemplo do senador Edison Lobão (PMDB-MA)
"Quando fui demitida e peguei os pertences pessoais, esses documentos estavam no meio da caixa, acabaram vindo junto. As pessoas recomendaram que me desfizesse, mas achei bom guardar. É preciso traçar um paralelo, mostrar que isso é antigo. Alguns desses crimes podem até estar prescritos, mas isso tudo mostra que o esquema vem de bem antes. A saída é reforma, não é demonizar o PT", explica a ex-funcionária.

Investigação

Em 2015, Conceição encaminhou toda a documentação detalhando as propinas para o deputado federal Jorge Solla (PT-BA). Solla apresentou tudo em dois âmbitos: na Polícia Federal e na CPI da Petrobras.

Os documentos foram entregues ao delegado Bráulio Galloni, que, por sua vez, remeteu tudo para Curitiba, sede da força-tarefa da Lava Jato. Atualmente, estão na Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros da Polícia Federal.

Outro Lado

O deputado federal Antonio Imbassahy afirmou que é "um despropósito" a menção ao seu nome na "Relação de Parceiros" da Odebrecht. "Como homem público sempre tive uma relação baseada na decência com a Odebrecht e com qualquer empresa."
O prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, enviou nota ao UOL, na qual afirma:
"Meu pai, que tinha nome igual ao meu, era, nessa época, um simples senador cassado. Eu era um ex-deputado, prefeito de Manaus entre 1989 e 1992, distante dos governos federais desse período, que nunca se relacionou com a empresa Odebrecht.
Não fui e não sou parceiro de empresas e, em meio a esse charco todo, sempre me mantive nos limites da seriedade pública.
Considero no mínimo precipitada a formulação da pergunta sobre "propina". Equivaleria a eu perguntar ao jornalista se ele vende opinião em matérias ou artigos. Perdoe-me a dureza, mas sou cioso do patrimônio de honradez que herdei e que transmito aos meus filhos.
Desviar o foco dessa lama que vem cobrindo o Brasil pode terminar servindo de válvula de escape para os que têm culpa real nos desmandos éticos que desmoralizam o Brasil.
Nos meus dois mandatos de prefeito, não houve nenhuma obra dessa empresa [Odebrecht]. Espero, sinceramente, que um veículo do peso e da respeitabilidade de vocês saiba respeitar a honra de quem a possui."

Advogado responde por Lobão e Sarney

O advogado criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, negou que seus clientes, o senador Edison Lobão (PMDB-MA) e a ex-governadora Roseana Sarney, tenham cometido qualquer ato ilícito.
"O Brasil passa por um momento de criminalização da política. Isto é muito grave. Vamos afastar da atividade política, que é essencial para qualquer país, as pessoas de bem. E a delação passou a ser prova para incriminar, sem sequer investigar. Um país punitivo não serve para a democracia. A palavra do delator normalmente é falsa e estranhamente seletiva."
O senador Fernando Collor, por meio de sua assessoria de imprensa, negou que tenha recebido "contribuições de empresas que não fossem legítimas doações de campanha" e afirmou que não se manifestará "sobre listagem apócrifa".
O UOL ligou para os telefones do senador Jader Barbalho (PMDB-PA) e de seus assessores, mas ninguém atendeu aos telefonemas. A assessoria do TCU não respondeu aos questionamentos da reportagem. O UOL não conseguiu contato com Fernando Sarney e José Sarney Filho.
*Colaboraram Flávio Costa, Fabiana Maranhão e Ricardo Marchesan


http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/03/26/esquema-de-propina-da-odebrecht-funcionava-desde-governo-sarney.htm

Teori autoriza investigação sobre propina para Renan Calheiros

Teori autoriza investigação sobre propina para Renan Calheiros


Renato Costa - 15.mar.16/Folhapress
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fala com a imprensa ao chegar ao Senado Federal, nesta terça-feira (15), em Brasília (DF).
O presidente do Senado, Renan Calheiros

O ministro do STF Teori Zavascki autorizou inquérito para investigar se um negócio da Petrobras na Argentina gerou propina ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
O inquérito foi aberto em dezembro, a pedido da Procuradoria-Geral da República, e está sob sigilo. Tem como investigados ainda o senador Jader Barbalho (PMDB-PA) e o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), sob suspeitas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Segundo a Folha apurou, o delator Fernando Baiano disse ter participado de operação para viabilizar a venda da participação da Petrobras na empresa argentina Transener ao grupo Electroingenieria, também do país. Baiano afirmou que houve pagamento de propina e que o lobista Jorge Luz havia dito que parte dessa comissão era destinada ao "pessoal do PMDB".
O delator disse que a referência era a Renan, Jader e Gomes e, acreditava ele, também o ex-ministro de Minas e Energia Silas Rondeau.
O caso foi enviado em dezembro para a Polícia Federal em Brasília e até o momento está em estágio inicial.
Os citados negam envolvimento em irregularidades.


http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1754396-teori-autoriza-investigacao-sobre-propina-para-renan-calheiros.shtml





Garota reage à tentativa de ESTUPRO e fala para agressor: “Você nunca mais fará isso com uma mulher novamente!”

Garota reage à tentativa de ESTUPRO e fala para agressor: “Você nunca mais fará isso com uma mulher novamente!”


Uma moça de 21 anos recebeu uma comenda de bravura por sua reação diante de uma tentativa de estupro na cidade de Sheffield, na Inglaterra. Ela foi seguida por um homem por cerca de 1 km até ser jogada em cima de alguns arbustos. Ao ir em sua direção, o criminoso Jonathon Holmes se voltou à vítima e disse que ela iria “gostar muito daquilo”.
Apenas “munida” pelas chaves de casa, a jovem começou a furar o rosto do sujeito, morder sua língua e, logo depois, disparou: “Você nunca mais vai ter coragem de fazer isso a uma mulher novamente”.
“Coroada” pela Polícia do condado de South Yorkshire, a vítima recebeu as seguintes honras do superintendente Scott Green: “Em nome da polícia de South Yorkshire, reconhecemos sua coragem, abnegação e bravura verdadeiramente honrosas para ajudar a fazer desta cidade um lugar mais seguro para cada mulher”.
O agressor foi capturado pela polícia após os gritos de socorro da jovem, que alertou a algumas pessoas que passavam perto do lugar do ataque. O criminoso ficará preso por, no mínimo, quatro anos e meio.
Fonte: Extra


http://taticanews.info/2016/03/23/garota-reage-tentativa-de-estupro-e-fala-para-agressor-voce-nunca-mais-fara-isso-com-uma-mulher-novamente/

Empresa americana cria arma que se 'disfarça' de smartphone


Empresa americana cria arma que se 'disfarça' de smartphone

Num país onde a violência proveniente de armas de fogo gera debates, polêmica e muitas mortes, uma fabricante decidiu que era uma boa ideia criar um "disfarce" para uma pistola que pode ser levada a qualquer lugar sem levantar suspeitas. O conceito deu origem a uma espécie de iPhone de cano duplo e calibre .308.
O projeto é de uma empresa chamada Ideal Conceal e ainda não está em fabricação. "Uma criança diz 'mamãe, aquele homem tem uma arma' e, de repente, o restaurante todo olha para você como se você estivesse prestes a atirar para todo lado", disse Kirk Kjellberg, o desenvolvedor. "Eu pensei que deveria haver uma forma de carregar sua arma sem incomodar as outras pessoas. E os smartphones estão em todo lugar hoje em dia."
Segundo ele, a arma estará disponível para compra em junho ou julho, custando US$ 395. Kirk diz já ter recebido mais de 2.500 e-mails de pessoas interessadas em adquirir uma. Bill Johnson, diretor da Associação Nacional de Organizações Policiais dos EUA, se mostrou apreensivo com a ideia: "Em geral, o conceito de uma arma disfarçada, de modo que não seja visível que se trata de uma arma, é um bom motivo para preocupação", disse.
Via CNN


http://olhardigital.uol.com.br/noticia/empresa-americana-cria-arma-que-se-disfarca-de-smartphone/56504

segunda-feira, 21 de março de 2016

Clipe Confesso - Daiane Monteiro (Clipe Oficial)

quarta-feira, 16 de março de 2016

taxi campos dos goytacazes 0800

taxi campos dos goytacazes 0800

segunda-feira, 14 de março de 2016

Brasil tem maior manifestação contra Dilma

Brasil tem maior manifestação contra Dilma

O Brasil teve, neste domingo (13), a maior manifestação contra a presidente Dilma Rousseff, seu governo e o seu partido, o PT. Todos os 26 Estados e o Distrito Federal registraram protestos, e os atos reuniram mais de 3 milhões de pessoas em todo o país, segundo estimativas da PM (Polícia Militar). Somente em São Paulo, foram à avenida Paulista 500 mil pessoas, conforme apurou o Datafolha.

Marlene Bergamo/Folhapress
Manifestantes soltam balões durante protesto na avenida Paulista, em São Paulo
Neste 13 de março, a Secretaria de Segurança Pública do Estado estimou em 1,8 milhão de manifestantes em todo o Estado de São Paulo sendo 1,4 milhão só na capital. O Datafolha calculou em 500 mil o número de manifestantes, o que faz do ato o maior já registrado na cidade, superando inclusive a manifestação das Diretas Já em 1984, que reuniu 400 mil. Em 15 de março do ano passado, dois milhões de pessoas foram às ruas em todos os Estados e no DF. Em abril e agosto os protestos contra o governo perderam força, e os atos daqueles meses registraram público de 590 mil e 795 mil pessoas em todo o país, ainda segundo estimativas da PM nos Estados.
Os protestos deste 13 de março pediram o impeachment de Dilma e a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, investigado pela Operação Lava Jato. Em nota, o Planalto destacou o "caráter pacífico das manifestações".
Líderes do PT disseram estar "tranquilos" com as manifestações e afirmaram que o tamanho dos atos "não surpreende". "É preciso esperar. Vamos ver como o nosso lado se manifesta. Não podemos avaliar o cenário político apenas com base nas manifestações da oposição", disse o líder do PT no Senado, Paulo Rocha (PA).
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foram hostilizados, mas também aplaudidos em rápida passagem pela manifestação. Os tucanos não discursaram e foram chamados de "oportunistas" e "ladrão". Enquanto um grupo de manifestantes aplaudia a comitiva, outro pedia "Fora Aécio! Fora Alckmin!".
Em Curitiba, 200 mil pessoas participaram dos atos segundo a PM. A manifestação se concentrou principalmente na praça Santos Andrade, Rua XV e Boca Maldita. Um manifestante que levava fogos de artifício sob a camisa foi detido.

Giuliano Gomes/Estadão Conteúdo
Os manifestantes ocuparam a praça Santos Andrade, em Curitiba
Em Brasília, os participantes fizeram um minuto de silêncio na frente da praça do Museu da República e em seguida realizaram uma caminhada até a praça das Bandeiras, próxima ao Congresso Nacional. No encerramento do ato, eles cantaram o hino nacional. A PM estimou em 100 mil o número de manifestantes.
No Rio, quatro caminhões de som acompanharam o protesto em Copacabana, zona sul do Rio. Os manifestantes caminharam cerca de 2 km em direção ao bairro do Leme, também na orla. O comando do 19º batalhão da PM, de Copacabana, estimou entre 80 mil e 100 mil o número de manifestantes.
Além de São Paulo, Curitiba, Brasília e Rio, as maiores manifestações, conforme as PMs locais, foram as de Vitória (120 mil), Recife  (120 mil) e Porto Alegre (100 mil).
Anderson Nascimento/Framephoto/Estadão Conteúdo
Recife teve a maior manifestação contra Dilma desde o início da onda de protestos

Semana de denúncias

Os protestos ocorrem uma semana após o agravamento da crise no governo Dilma, com a revelação de possíveis novas frentes de investigação da Lava Jato contra seu governo e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Na quarta-feira (9), Lula foi denunciado à Justiça pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo) por suspeita dos crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no caso do tríplex em Guarujá (SP). A denúncia foi oferecida cinco dias após o ex-presidente ter sido conduzido a depor pela força-tarefa da Operação Lava Jato. O ex-presidente nega as acusações e diz que nunca cometeu irregularidades.
Além do cerco das investigações a Lula, no dia 3 foi divulgado o suposto conteúdo da delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-SP). O antigo líder do governo no Senado teria citado a presidente Dilma e o ex-presidente Lula. Tanto Dilma como Lula negam enfaticamente as acusações.

Atos pró-PT

Neste domingo também foram realizados atos em apoio ao PT e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em São Bernardo do Campo (SP), um grupo com faixas e bandeiras se reuniu na porta do prédio onde mora o ex-presidente. Lula chegou a sair de seu apartamento para encontrar os militantes.

Nelson Almeida/AFP
O ex-presidente Lula se encontra com manifestantes que fazem ato de apoio ao PT
Em Fortaleza, cerca de 400 pessoas, segundo a PM, fizeram um ato em apoio ao ex-presidente Lula, com a participação do líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE).
Em Porto Alegre, foi realizado um "coxinhaço" a favor do governo do PT no parque Farroupilha. Pequenas churrasqueiras assaram coxas de frango, que foram vendidas a dois reais.



http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/03/13/brasil-tem-maior-manifestacao-contra-dilma.htm

sábado, 12 de março de 2016

Marido que enterrou esposa em 2014 fica em choque ao vê-la na TV dois anos depois à procura dele

Marido que enterrou esposa em 2014 fica em choque ao vê-la na TV dois anos depois à procura dele

Marido que enterrou esposa em 2014 fica em choque ao vê-la na TV dois anos depois à procura dele

Um homem que enterrou sua esposa após a mulher morrer em um acidente de carro ficou em choque depois que a viu em um canal de TV à procura dele.
Abragh Mohamed pensava que sua esposa tinha falecido em 2014, quando a enterrou em um velório no Marrocos.
Mas dois anos depois Mohamed a viu novamente no programa “Al Mujtafun” (Desaparecidos), depois que seus amigos a reconheceram e o avisaram.
A espoas contou que havia perdido o contato com o marido. Acredita-se que ela tenha perdido a memória após o acidente.
O mais chocante é que o homem não sabe quem foi a pessoa que ele enterrou no velório que pensava ser de sua esposa. “Não sabia que havia sepultado um corpo diferente e que minha mulher ainda estava viva”.
PUBLICIDADE
Marido que enterrou esposa em 2014 fica em choque ao vê-la na TV
Abragh Mohamed , que enterrou sua esposa após a mulher morrer em um acidente de carro, ficou em choque depois que a viu em um canal de TV à procura dele. Foto: Getty
O homem soube por telefone da morte de sua esposa, quando foi comunicado que deveria ia ao local onde o corpo estava, para pagar a conta médica.
Foto: Getty
Foto: Getty
Ele chegou e já encontrou a “esposa” envolta por lençóis, dentro de um caixão. Após pagar a conta, ele fez o funeral em Azilal.
Foto: Getty
Foto: Getty
Fonte: Mirror

Convenção do PMDB começa com gritos de 'Fora Dilma' e 'Fora PT'

A convenção nacional do PMDB começou na manhã deste sábado (12) embalada pelos gritos da militância de "Fora Dilma" e "Fora PT". As manifestações contra o governo também marcaram a abertura dos discursos de dirigentes estaduais e setoriais da sigla.
O ato teve início por volta das 9h. A ala oposicionista do partido preparou uma carta única, assinada por deputados estaduais, federais, que prega o "afastamento imediato dessa desastrosa condução do país". "Temos que desembarcar do governo que não nos respeita nem considera", pede os oposicionistas do partido na carta.
Renato Costa/Folhapress
Convenção Nacional do PMDB começa em Brasília (DF)
Convenção Nacional do PMDB começa em Brasília (DF)
Não houve, até o momento, um discurso de defesa do governo. O vice-presidente Michel Temer ainda não chegou ao local.
O PMDB decidiu deixar os microfones abertos para as críticas ao governo mas fez um acordo que prevê que os pedidos de rompimento serão decididos pela direção nacional do partido depois, em até 30 dias.
O ato do partido, no entanto, foi tomado por críticas à presidente Dilma Rousseff e convocações para as manifestações deste domingo (13).
"O que dizem as ruas neste momento?", questionou o ex-ministro Geddel Vieira Lima. "Elas ecoam as vozes dessa sala."
LÍDER
Em diversos discursos, Temer foi descrito como "o grande líder" da legenda. Geddel chegou a dizer que "o mesmo entendimento que gerou unidade" dentro do partido em torno da reeleição do vice ao comando nacional do PMDB, "é capaz de se organizar para dar um alternativa" ao país.
Outros dirigentes locais do PMDB pregaram que o partido tenha "coragem de deixar esse governo".
ROMPIMENTO
A convenção vem sendo classificada nos bastidores como "um aviso prévio" do PMDB à petista. Líderes da sigla afirmam que, agora, é o momento "de falar para dentro" do partido e pregar a união em torno de Temer, que será reeleito presidente da sigla.
A cúpula peemedebista fez um acordo que prevê adiar qualquer decisão sobre o rompimento formal da sigla com o governo Dilma Rousseff em até 30 dias.

domingo, 28 de fevereiro de 2016

É mais perigoso ir ao Brasil com zika ou à Istambul com ataque terrorista?

É mais perigoso ir ao Brasil com zika ou à Istambul com ataque terrorista?

1. Ir ao Brasil, epicentro do vírus da zika, para a Olimpíada.

2. Visitar Istambul, onde oito turistas alemães morreram em um ataque terrorista no mês passado.

3. Viajar pelas estradas da Tailândia.

4. Permanecer em casa para trabalhar no projeto de reforma da casa há muito adiado.

É complicado, mas não se trata de uma pergunta capciosa: não há resposta errada. A forma de se medir o risco se baseia em fatores complexos, incluindo pessoais. Mosquitos podem adorar você, o terrorismo pode ter tocado você diretamente, seu marido pode ser um péssimo motorista e aquele projeto pode incluir a remoção de amianto.

O número de americanos que estão fazendo esses cálculos está crescendo: estamos viajando ao exterior cada vez com mais frequência e para um número maior de locais, porque nosso mundo globalizado –Starbucks em 65 países!– parece cada vez menor e mais seguro. Até não estar. O vírus da zika está se espalhando pelas Américas não muito depois da chikungunya ter infectado milhares de viajantes americanos ali e o ebola ter assolado a África Ocidental. E não se restringe a doenças: recentes ataques terroristas visando turistas (Tunísia, Egito, Istambul) e áreas turísticas (Paris) também tornaram essas decisões mais difíceis.

"Há muita coisa acontecendo no mundo", disse Daniel Durazo, diretor de comunicações da Allianz Global Assistance USA, que vende seguro para viagem. "Há muito barulho por aí sobre os riscos de viajar."

Mas geralmente somos terríveis em ajustar o volume.

"O quão assustado você fica trata-se de uma emoção, não de uma estatística", disse David Ropeik, um consultor de risco e autor de "How Risky Is It, Really?" (Quão arriscado realmente é? em tradução livre, não lançado no Brasil). Como atestarão os fãs de casas assombradas, risco e ser assustado são duas coisas diferentes. Mas como aponta Ropeik, na batalha entre seu instinto e seu cérebro, seu instinto vencerá. Uma forma de fazer escolhas sensatas como viajante é empurrar seu instinto na direção da razão, ao alimentá-lo com informação precisa, algo que é mais fácil de dizer do que fazer.

Zika e terrorismo são as mais recentes ameaças em altos decibéis. Mas também há alguns silêncios ensurdecedores. Por exemplo, você ouve falar muito pouco sobre a principal causa de mortes não naturais de americanos no exterior: acidentes com veículos motorizados.

Segundo os mais recentes números disponibilizados pelo Departamento de Estado, 233 americanos morreram no exterior em acidentes de carro, ônibus ou moto entre julho de 2014 e junho de 2015. Outras causas de morte (homicídio, suicídio e afogamento) também superam em muito o terrorismo. Dezesseis americanos morreram por "ação terrorista" nesse período, todos, com exceção de quatro, em lugares que você já sabia que não devem ser visitados: Síria, Líbia, Afeganistão e Somália.

Até mesmo permanecer nos Estados Unidos nem sempre protege você. Repetidos estudos mostraram que depois dos ataques do 11 de Setembro, muitos americanos desistiram de viagens aéreas, preferindo dirigir, resultando em pelo menos centenas de mortes adicionais nas estradas. Olhando para trás, teria sido melhor voar. Mas naquele momento, ninguém sabia dizer se mais aviões seriam sequestrados e o medo era intenso. "Não saber representa uma vulnerabilidade e impotência, e isso eleva a precaução instintivamente", disse Ropeik.

Uma espécie de incerteza semelhante está ocorrendo no momento em relação ao vírus da zika, ajudada por reportagens dramáticas. Algumas pessoas que conheço até mesmo combinaram o risco potencial do vírus a mulheres grávidas –ele é suspeito de causar um defeito de nascença chamado microcefalia– à doença relativamente branda que causa na maioria das pessoas, se é que chegam a sentir os sintomas.

O antídoto é boa informação. Os viajantes devem procurar informações específicas para eles em sites como o dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), que orienta mulheres grávidas a não viajarem, mas limita seus alertas às demais pessoas a se prevenirem contra picadas de mosquitos, em vez de mudarem seus planos de viagem. O Departamento de Estado ainda não emitiu nenhum alerta de viagem a respeito da zika (nem emitiu nenhum alerta a respeito do atual terrorismo na Europa, apesar de mencionar Istambul em seu alerta sobre a Turquia, principalmente envolvendo o sudeste do país).

O dr. Martin Cetron, diretor da Divisão de Migração Global e Quarentena dos CDC, me disse que mesmo o alerta para mulheres grávidas é baseado em suspeita, não em elos comprovados.

"Em uma era de incerteza", ele disse, "é razoável adotar uma abordagem cautelosa e dar um passo para trás, em vez de adotar uma abordagem desdenhosa de que as consequências não acontecerão, e perder a oportunidade de proteger os indivíduos". Mas "também não queremos ir ao outro extremo e dizer que de agora em diante ninguém deve ir a esses lugares", ele disse.

Se você decidir ficar em casa, tenha em mente que isso traz seus próprios riscos.

"Temos mais medo do que não é familiar do que do que é familiar", disse Ropeik.

Mas enfrentamos riscos de longo e curto prazo todo dia: comendo fast food, caminhando sob um guindaste e atravessando ruas movimentadas, sem contar bebendo água contaminada por chumbo.

Arthur Frommer, o octogenário guru dos guias de viagem, adicionou ainda mais um: "Recentemente me chamou a atenção o fato de você enfrentar um risco maior nos Estados Unidos  de se deparar com violência envolvendo armas de fogo do nos destinos populares para as quais as pessoas viajam".

Ele notou que Tim Fischer, um ex-vice-primeiro-ministro da Austrália, sugeriu recentemente que seu país emitisse um alerta de viagem a respeito da predominância generalizada de armas de fogo nos Estados Unidos; o governo não o fez, mas diz aos australianos em seu site Smartraveller (viajante inteligente): "É preciso estar vigilante para a possibilidade de crime armado em todas as partes dos Estados Unidos".

Alguns americanos poderiam argumentar que os Estados Unidos são na verdade mais seguros por causa da ampla presença de armas; logicamente, eles poderiam optar por adiar uma viagem à Austrália.

Em vez de suspender uma viagem –ou se tornar um eremita– a melhor forma de permanecer seguro é reduzir o risco na estrada. Pode ser usando religiosamente repelente de mosquito na Olimpíada, tomando transporte público na Nova Zelândia e passando menos tempo nas grandes cidades europeias e mais nas cidades pequenas.

Outra forma de reduzir um pouco o risco é atenuar o impacto de crises potenciais ao, digamos, comprar um seguro de evacuação médica. Manter uma lista dos principais hospitais e telefones de emergência à mão também ajuda. O aplicativo gratuito TravelSmart da Allianz coloca essa informação em seu telefone, apesar de que nos países em desenvolvimento, eu checaria o site JustLanded.com para o número do serviço privado de ambulância.
Tradutor: George El Khouri Andolfato

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Mulher é agredida no Carnaval após negar beijo a homem

Mulher é agredida no Carnaval após negar beijo a homem

Ludmylla foi agredida no circuito Dodô (Barra-Ondina) - Foto: Arquivo Pessoal

  • Ludmylla foi agredida no circuito Dodô (Barra-Ondina)
A nutricionista Ludmylla de Souza Valverde, 27 anos, foi agredida com um copo durante o Carnaval de Salvador após negar um beijo a um folião. O caso ocorreu no circuito Dodô (Barra-Ondina), na última sexta-feira, 7. Ludmylla prestou queixa na 14ª Delegacia Territorial, mas a Polícia Civil ainda não tem informações sobre o autor da agressão.

A moça curtia a passagem dos trios acompanhada da irmã Thaianna de Souza Valverde, na pipoca, onde ficam os foliões sem abadás. Dois homens que estavam no bloco "Eu Vou", comandado pela banda Aviões do Forró, se aproximaram e um deles teria assediado as mulheres.

Após ver a irmã sendo assediada, Ludmylla pediu para que os foliões se afastassem, porém, foi empurrada por um deles. A nutricionista revidou o empurrão e foi atingida no rosto por um copo acrílico arremessado pelo outro homem. A moça afirma que teve um corte da testa e chegou a desmaiar após ser atingida pelo copo.

A delegada Carmen Dolores Bittencourt, titular da 14ª Delegacia, que investiga o caso, afirmou que câmeras instaladas no circuito serão analisadas para tentar identificar os envolvidos no caso. Caso sejam identificados, os envolvidos poderão responder por assédio e lesão corporal, segundo ela.

Nutricionista levou oito pontos após corte e ficou com olhos roxos (Foto: Arquivo Pessoal)

Seres congelados em temperatura baixíssima por 30 anos são 'ressuscitados'

© Fornecido por Abril Comunicações S.A. scientist freeze
Seres microscópicos que foram mantidos congelados por mais de três décadas foram reanimados.
Os tardígrados de 1 milímetro de comprimento foram colhidos de uma amostra de musgo congelado da Antártida em 1983, segundo um artigo recém-publicado na revista Cryobiology.
O Instituto Nacional de Pesquisas Polares do Japão guardou os bichinhos segmentados, com oito pernas, por pouco mais de 30 anos. Dois dos animais, também conhecidos como ursos-d’água ou porquinhos-do-musgo, foram descongelados e reanimados no início de 2014.
tardígrado © Fornecido por Abril Comunicações S.A. tardígrado O recorde anterior de tempo que um tardígrado passou congelado antes de ser reanimado foi oito anos.
A BBC informou que um dos tardígrados morreu 20 dias depois do início do experimento. Mas seu companheiro sobreviveu e conseguiu reproduzir-se com um terceiro tardígrado nascido de um ovo congelado. O animal então pôs 19 ovos, 14 dos quais sobreviveram.
Os tardígrados são encontrados vivendo na água em todo o mundo. São conhecidos por serem resistentes, e alguns deles sobreviveram por vários dias depois de ser enviados ao espaço.
De acordo com o jornal japonês Asasi Shimbun, quando enfrentam temperaturas baixas, o metabolismo desses animais desliga e eles entram em um estado criptobiótico.
O recorde anterior de sobrevivência de tardígrados sob condições de frio extremo foi oito anos. “O estudo atual estende consideravelmente o tempo conhecido de sobrevivência de longo prazo da espécie tardígrada”, escreveram pesquisadores no artigo recém-publicado.
verme © Fornecido por Abril Comunicações S.A. verme Um verme nematódeo foi reanimado depois de passar 39 anos congelado a baixíssima temperatura.
O pesquisador líder, Megumu Tsujimoto, disse que a equipe agora quer “elucidar o mecanismo de sobrevivência de longo prazo, analisando os danos causados ao DNA dos tardígrados e sua capacidade de repará-los”.
Mas os tardígrados ainda têm algum caminho a percorrer para quebrar o recorde de sobrevivência em estado congelado, que hoje pertence ao verme nematódeo, um dos quais sobreviveu congelado por 39 anos antes de ser reanimado.
Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

Especial

Gsopel

Seguidores

Recent Posts

A mais ouvida do Brasil

Eventos Gospel

Eventos Gospel Publicidade

Fan Page

Facebook Páginas

Notícias Gospel

Daniel Luiz - Espírito Santo (Clipe Oficial)



Google+